Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

24 Rés-do-Chão

24 Rés-do-Chão

Verão

Ele pede-me desculpa, mas não tem que o pedir, "só não quero que faças nada de que te arrependas" e desta vez não o impeço de me beijar. Segundo ele tenho a pele macia, faço-o esquecer os problemas e fumar menos. Rir faz bem e rimo-nos muito, "logo és a minha dieta" diz-me ele.

O universo diz-nos que não, que não estaremos sozinhos logo à noite ou que alguém vai entrar em casa quando ele me carrega nos braços, mas amanhã escapulimo-nos antes e seremos só nós os dois.

Leva-me para o quarto e beija-me o corpo, não há tempo morto e não há nada para dizer. O pior é ele ir-se embora enquanto estou a dormir. A cama é grande e eu gosto de companhia, mas ele julga que tenho o sono leve. Vem ter comigo de manhã, quando eu já não preciso de companhia, quando preciso apenas de me ir embora e atravessar a ponte.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.